Estação Saudade

Lígia Rosso (ligiarosso@hotmail.com)

Dentro da minha alma
tem uma estação chamada Saudade,
nela chegam e partem lembranças
de todas as minhas idades...
Saudade de comer pitanga,
correr, pular livremente e
receber o abraço do meu avô, assim, todo contente!
Saudade de viajar de caminhão com meu pai,
e me deliciar com a ambrosia que a mãe fazia.
Às vezes, choro por dentro
quando desembarco na estação Saudade...
que vontade de mudar o relógio do tempo,
ir brincar de sapata e dar risada com a gurizada!
Parecia que o calendário andava devagar...
e as horas eram preguiçosas!
Tempos bons aqueles de brincar de roda
e fazer bolo de chocolate com barro.
O que me consola é que tenho
bem escondida numa das esquinas do meu ser,
a estação Saudade onde, de vez em quando,
gosto de descer...

0 comentários: